sobre nós

Breve Resenha Histórica

O Registo Oncológico Regional Norte (RORENO), sedeado desde a sua fundação no Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil, Centro Regional do Porto, iniciou a sua actividade em 1988, criado através da portaria governamental 35/88 de 16 de Janeiro. Desde então tem vindo a registar todos os casos de cancro enviados pelas diversas instituições de saúde da zona Norte de Portugal. A área geográfica do RORENO compreendia de início os distritos do Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança, assim como alguns concelhos do distrito de Aveiro (Albergaria-a-Velha, Arouca, Castelo de Paiva, Espinho, Estarreja, Murtosa, Oliveira de Azeméis, Ovar, S. João da Madeira) e do distrito de Viseu, (Cinfães e S. João da Pesqueira).

Após decisão da Comissão Coordenadora do IPO - PORTO, em 3 Março de 1997, a área abrangida pelo RORENO passou a ser a população residente nos cinco Distritos da Região Norte, coincidindo assim com a área geográfica da Administração Regional Saúde do Norte. Em 2005, o Registo Regional sofreu uma profunda transformação, com a aquisição de um novo software, que permitiu uma ligação em rede entre o RORENO e as fontes de dados, permitindo assim que a circulação de informação se desenvolva de forma mais eficaz e em tempo útil.

 

Em 2010, a área abrangida pelo RORENO passou novamente a coincidir com a área abrangida pela Administração Regional de Saúde do Norte, que também sofreu alterações ao longo do tempo. Assim, passaram a pertencer à área de influência do RORENO os concelhos de Arouca, Castelo de Paiva, Espinho, Oliveira de Azeméis, Santa Maria da Feira, São João da Madeira e Vale de Cambra (distrito de Aveiro), Armamar, Cinfães, Lamego, Moimenta da Beira, Penedono, Resende, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço e Tarouca (distrito de Viseu) e Vila Nova de Foz Coa (distrito da Guarda).